Breve Histórico
A ideia da criação da Faculdade de Medicina de Sergipe surgiu na década de 50, por iniciativa de Garcia Moreno e foi fruto do espírito científico que dominava o corpo médico do Hospital de Cirurgia, então o mais bem aparelhado hospital do estado, através do Centro de Estudos, sob a liderança do Dr. Augusto Cezar Leite, a maior expressão médica da época.

Em 12 de junho de 1953 chegou a ser criada a Sociedade Civil Faculdade de Medicina de Sergipe, para ser a entidade mantenedora da Faculdade, tendo sido escolhidos os médicos para serem os futuros professores. No entanto, a ideia não prosperou, por falta de apoio político. O sonho foi adiado.
Somente em 1959, quando Luiz Garcia assumiu o governo, é que o processo de discussão para a criação efetiva do curso de Medicina foi retomado e, em 1960, graças à decisão do governador e ao trabalho do Prof. Antônio Garcia Filho (foto), então Secretário da Educação, Cultura e Saúde, e Presidente da Sociedade Médica de Sergipe, foi eleita a primeira diretoria da futura Faculdade de Medicina de Sergipe, sendo o Prof. Antônio Garcia Filho seu primeiro Diretor, ficando no comando da entidade por 8 anos. À época, presidia a Sociedade Civil o Dr. Benjamin Carvalho.
 
 
Em 11 de janeiro de 1961 o Presidente Juscelino Kubitschek assinava o decreto número 49.864, criando oficialmente o curso, tendo sido abertas inicialmente 20 vagas e em 16 de fevereiro de 1961 realizou-se o primeiro vestibular, com cinqüenta e quatro inscritos, dos quais apenas nove foram aprovados.
 
 
A primeira turma de médicos formada pela Faculdade de Medicina colou grau em 1966, em solenidade ocorrida no Instituto Histórico de Sergipe, tendo o Dr. Antonio Garcia Filho como Paraninfo (na foto, discursando).

O curso funcionou inicialmente nas dependências do Instituto Parreiras Horta, em salas construídas pelo Governo, e em 1962 foitransferido para o Hospital Cirurgia, onde permaneceu por mais de duas décadas, quando então foi transferido para o Hospital Universitário em 1989, onde permanece até os dias de hoje.
     
Descerramento da placa de fundação da Faculdade de Medicina, em 1961, pelos primeiros alunos aprovados.
 
O curso de Medicina foi reconhecido oficialmente pelo MEC em 10 de setembro de 1966, através do decreto de número 59.226. Em 28 de fevereiro de 1968 foi criada a Universidade Federal de Sergipe. Em 1970, com a criação do curso de Odontologia passou a denominar-se Faculdade de Ciências Médicas da UFS, passando a compor, junto com outros cursos, o Centro de Ciências Biológicas e da Saúde.

Nos dias atuais, na forma de Departamento, o curso de Medicina é ministrado no Hospital Universitário, sede do 4o Distrito Sanitário de Aracaju, formando anualmente 100 novos médicos, com previsão de ampliação para mais 50 vagas, com a instalação do Campus da Saúde na cidade de Lagarto/SE.