XXVII CONGRESSO DA SOBRAMES
LANÇAMENTO DO LIVRO "ENTRELINHAS DE MINHA VIDA
LANÇAMENTO DO LIVRO "HUMANIDADES
NOITE DOS NEUROLOGISTAS

Confira toda Programação...
 
 
 

BIBLIOTECA VIRTUAL
SOBRAMES - ASM


Prescrever

Número 130 - 02 de janeiro de 2005

Clique para ampliar

A Academia Sergipana de Medicina comemorou recentemente seus 10 anos de existência, em grande estilo, com uma programação de encher os olhos de alegria e emoção, prestigiada por autoridades, médicos, estudantes de Medicina e convidados.

A ASM foi fundada em 9 de dezembro de 1994, graças à obstinação e o idealismo de Gileno da Silveira Lima, médico hoje aposentado, com larga folha de serviços prestados à medicina sergipana que, com o apoio de outros ilustres médicos como Cleovansóstenes Aguiar, Hugo Gurgel, Lauro Porto, Alexandre Menezes e José Leite Primo, coordenou todos os trabalhos para que a nossa Academia fosse uma realidade. Sergipe era um dos poucos estados da federação que ainda não possuía uma Academia de Medicina. Com o decisivo apoio que recebeu da Sociedade Médica de Sergipe – SOMESE, à época presidida pelo médico Lúcio Antonio Prado Dias, seu sonhou tornou-se realidade. “Sem Gileno, a Academia não teria saído do papel. O momento era propício porque na ocasião fazíamos na SOMESE um trabalho hercúleo para recuperar o seu prestígio junto à classe médica e a chegada da Academia era um fator importante”, ressalta Lúcio.

Os presidentes da Academia até então foram os seguintes, em ordem cronológica: acadêmicos Cleovansóstenes Pereira de Aguiar, José Hamilton Maciel Silva, Lúcio Antonio Prado Dias e Hyder Bezerra Gurgel. Atualmente preside a entidade o professor e cientista Eduardo Antonio Conde Garcia.
A ASM, sigla da entidade, integra a Federação Brasileira de Academias de Medicina desde 1999, da qual já participou com uma das vice-presidências, ocupada pelo acadêmico Lucio Antonio Prado Dias. É considerada como entidade de utilidade pública pelos governos estadual e municipal. No ano de 2.000 participou da Conferencia Internacional de Educação Médica no Rio de Janeiro, na condição de convidada, única congênere a participar de tão importante conclave, na condição de debatedor.

A festa dos 10 anos da Academia Sergipana de Medicina contou com a prestigiosa presença de expressiva delegação de médicos da Academia de Medicina da Bahia, que na oportunidade recebeu significativa homenagem pela fundamental importância que teve para a criação da nossa academia. Coube ao acadêmico Gileno da Silveira Lima, presidente de honra da entidade, fazer o discurso oficial da solenidade. Com propriedade e competência, em abalizada oração, ele revelou aspectos importantes dos 10 anos da Academia. Em seguida, coordenou a entrega das placas de bronze em homenagem à Academia de Medicina da Bahia e à SOMESE.
A delegação baiana foi integrada pelos médicos Geraldo Milton da Silveira ( ex-presidente ), Thomaz Cruz ( atual presidente ), Roberto Santos (ex-governador da Bahia, ex-reitor da UFBa e ex-Ministro da Saúde ), Rui Machado, Antonio Jesuíno dos Santos Neto, Zilton Andrade e Sonia Andrade, Nilton Guimarães, Rodolfo Teixeira, todos acompanhados de suas esposas. Eles foram hóspedes oficiais do Governo de Sergipe no período em que permaneceram no Estado. Sem dúvidas, a participação dos ilustres acadêmicos baianos abrilhantou sobremodo as comemorações da co-irmã sergipana.
Homenagem de significativa importância também foi prestada à SOMESE, com a entrega de uma placa de bronze, que foi recebida pelo ex-presidente e atual presidente da entidade, os médicos Lúcio Prado e Roberto Gurgel respectivamente. Os pioneiros da Faculdade de Medicina de Sergipe também foram homenageados com uma belíssima placa de bronze com os nomes de todos os médicos fundadores e suas respectivas disciplinas. O presidente da Academia, Eduardo Garcia, justificou a homenagem, ressaltando o gesto de desprendimento e vocação de todos aqueles pioneiros que dedicaram horas preciosas de sua vida para o ensino, onde ficaram anos sem receber nenhuma remuneração. Em seqüência, pessoas e entidades que contribuíram para o desenvolvimento da Academia no seu primeiro decenário também receberam troféus, como foi o caso da deputada Angélica Guimarães, da vereadora Jane Melo, do publicitário Hélvio Maciel, dos diretores da Alfamaweb, Fábio e Antonio Álvaro Garcez Carvalho Filho e do colaborador Gileno dos Santos.
Grande destaque da programação de aniversário da Academia foi a conferencia do Prof. Antonio Paes do Carvalho, da Academia Nacional de Medicina e Academia Brasileira de Ciências, que falou sobre Biotecnologia e a Medicina da 3º Milênio. O Prof. Paes impressionou os presentes com a sua explanação, clara e consistente, como profundo conhecedor do assunto, ele que é um considerado um dos maiores cientistas brasileiros.
Além do Governo do Estado, o BANESE também foi um dos patrocinadores da festa da entidade. Merece pois a Academia Sergipana de Medicina, pela suas realizações e conquistas, pelo destaque nacional reconhecido nos quatro costados, o reconhecimento e os aplausos efusivos da sociedade sergipana, por ocasião do seu primeiro decenário.

Cadastre seu e-mail e receba nossas notícias.

nome:
e-mail:

 

Visitas no site